Sempre achou que dormir no mesmo colchão durante muito tempo não fazia mal? Leia isto!

Sempre achou que dormir no mesmo colchão durante muito tempo não fazia mal? Leia isto! Publicidade

O colchão é um dos objetos de nossa casa com o qual mantemos maior contato, pelo menos um terço do dia estamos deitados sobre ele.

Mas, é preciso ter atenção. Ele pode trazer alguns riscos para a saúde, se não for bem tratado.

Listamos para você sete perigos existentes no colchão:

Publicidade

1. Bactérias:
Elas vão se acumulando e não há como evitar, pois o colchão guarda umidade e calor.

O ideal é trocar o colchão a cada sete anos.

2. Ácaros:
Estes seres microscópicos formam comunidades que variam dos 100 mil a 1,5 milhão de indivíduos.

É fundamental manter o colchão limpo, pois muitas pessoas são alérgicas. E o ácaro é muito prejudicial para os asmáticos.

3. Piolho:
Se por acaso você pegou piolho, não basta removê-los do cabelo. Lave toda a roupa de cama e também o colchão, pois este parasita coloca ovos por todo lado.

4. Percevejo:
O colchão é um ótimo lar para estes insetos. Como demoramos a perceber sua presença, é melhor prevenir.

Um percevejo pode nos picar 500 vezes em apenas uma noite.

5. Material tóxico:
Isto vai depender do revestimento e do material utilizado para fazer o colchão. Mas todos eles contêm substâncias químicas, que podem ser perigosas.

6. Mofo:
Deixar as janelas abertas para dormir é um hábito que traz umidade para dentro do quarto. Sempre há o risco dela condensar debaixo do colchão, criando um ambiente favorável ao aparecimento de mofo.

Basta deixar o colchão receber ar e confirmar que ele está seco. Caso ele já esteja mofado, a melhor solução é trocar.

7. Espuma de poliuretano:
Há colchões que são feitos com este tipo de espuma. Ela tem componentes químicos que precisam de tratamento para não prejudicar nossa saúde.

FONTE-https://www.facebook.com/ADonaDeCasaPerfeita1/

Publicidade

Envie seu comentário